Como dar feedback negativo ao candidato no processo seletivo?

Como dar feedback negativo ao candidato no processo seletivo?

Como dar feedback negativo ao candidato no processo seletivo?

Conforme o andamento das etapas de um processo seletivo, o feedback para aqueles que passaram e não passaram para a próxima fase é um momento de grande importância. O contato com o participante que é selecionado ocorre normalmente de forma fácil e agradável, visto que representa boas notícias para ambas as partes: para a empresa, que acaba de admitir um funcionário qualificado, e para o contratado, que conquistou a vaga para a qual se candidatou. Mas e como dar o feedback negativo ao candidato?

Antes do como fazer, é importante destacar a importância do porquê fazer. Muitas empresas empregam grande esforço em como construir a melhor mensagem para aqueles que foram aprovados. Engajar o colaborador desde seu 1 minuto na empresa é interessante, mas isso não pode se sobrepor à importância de não negligenciar o retorno aos candidatos reprovados.

De acordo com a pesquisa realizada pelo LinkedIn, o Global Talent Rends Report mostrou que a ausência de feedbacks é o motivo de maior frustração de candidatos em um recrutamento, seguido pela falta de transparência nas etapas e de job descriptions pouco objetivos.

Ignorar as pessoas que não passaram pelo crivo da seleção pode prejudicar a imagem da empresa e até mesmo atrapalhar futuras contratações. Confira o post que nós da Gupy preparamos e saiba com dar feedback para os candidatos não selecionados!

Por que dar feedback para os candidatos não selecionados?

Com a redução nas equipes das empresas e o aumento constante das demandas, é comum que todas as etapas do recrutamento, da divulgação de vagas à contratação, recaiam sob poucas pessoas. Isso torna o feedback para candidatos não selecionados uma atribuição cada vez mais difícil de ser cumprida.

Porém, não faltam motivos para investir no contato com os profissionais que se candidataram ao processo de seleção e não foram aprovados. Quanto mais avançado o candidato foi no processo, mais informações sua empresa conseguiu coletar em relação à sua performance, logo, o feedback pode ser cada vez mais completo. 

Inclusive, muitas empresas empregam grande esforço em construir a melhor mensagem para os candidatos aprovados. E, de fato, engajar o colaborador desde seu primeiro minuto na empresa é interessante — mas isso não pode implicar em negligenciar o retorno aos candidatos reprovados.

O motivo humano é um dos mais fortes para oferecer um retorno ao candidato. Processos seletivos podem ser fonte de ansiedade, insegurança e expectativa para seus participantes, e o retorno da empresa normalmente é bastante esperado, ainda que negativo.

Além de demonstrar respeito e consideração ao profissional que se interessou em fazer parte do quadro da empresa, o feedback é uma responsabilidade ética do recrutador.

Uma experiência desagradável no processo seletivo pode prejudicar futuros processos de contratação, já que desencoraja outros profissionais a encaminharem seus currículos — quase 80% dos candidatos compartilham sua experiência com amigos e familiares, conforme mostram algumas pesquisas.

A ausência de feedback também diminui as chances do candidato não selecionado de se candidatar novamente a outras vagas que talvez sejam mais adequadas a seu perfil na mesma empresa. Ademais, o feedback para os candidatos não selecionados pode indicar os pontos a melhorar e oferecer considerações importantes a respeito de seu desenvolvimento profissional. É uma oportunidade de crescimento que é fundamental para a carreira de cada candidato.

Dessa forma, um contato simples e direto pode gerar uma boa experiência de recrutamento aos participantes, e contribuir para melhorar a imagem da empresa junto a seus colaboradores e futuros funcionários e parceiros.

Como dar o feedback negativo?

Na hora de comunicar a um candidato que ele não foi escolhido para determinada vaga, existem alguns aspectos que devem ser levados em consideração pelo recrutador:

1. Não demore a entrar em contato

É importante, já no momento da entrevista, estipular um prazo para oferecer aos candidatos a posição da empresa sobre sua aprovação ou reprovação no processo seletivo. É fundamental que este prazo seja cumprido conforme o comunicado.

Dessa forma, assim que a decisão for tomada, deve ser feito o feedback para os candidatos não selecionados. Essa atitude demonstra consideração por parte da empresa e evita que o profissional se sinta menosprezado ou ignorado, o que ocorre frequentemente e pode torná-lo um detrator da sua marca.

2. Tenha cuidado e cautela

Lembre-se de que você está lidando com outro ser humano que, assim como você, tem emoções, uma história de vida, habilidades, dificuldades e um jeito próprio.

Muito provavelmente, a vaga de emprego em questão tem um significado importante na vida dessa pessoa, seja para suprir as necessidades básicas de sua família ou visando a realização de um sonho. Portanto, seja cuidadoso e cauteloso na maneira com que for falar.

3. Seja breve e claro

Na hora de conversar com o candidato e comunicar a decisão da empresa, dê preferência ao telefone e evite estender o assunto além do necessário. Explique com clareza a recusa e agradeça pelo interesse e compreensão do candidato.

Apenas tome o cuidado necessário para que essa brevidade não soe como uma postura grosseira e apressada para se livrar logo da pessoa. Seja breve, mas educado.

4. Seja pessoal

Não há nada pior para um candidato do que receber uma recusa genérica e impessoal. Na hora de dar feedback para os candidatos não selecionados, ofereça considerações pessoais a respeito de seu desempenho no processo seletivo. Reconheça seus pontos positivos, faça elogios construtivos, mas também deixe claro os motivos da rejeição.

5. Tente ser positivo

Tenha empatia pelo candidato que foi rejeitado: imagine que a sua resposta é, para ele, uma notícia ruim. O ideal é começar o seu diálogo com um elogio construtivo — mas sem a necessidade de florir a situação ou soar de maneira forçada. Trata-se apenas de um reconhecimento em relação às forças do candidato.

Assim, quando apresentar o feedback negativo, explique as razões por trás dele (não precisa detalhar). Seja breve e conciso, finalizando com outro elogio construtivo ou um incentivo, e agradeça a sua participação no processo seletivo.

6. Não minta

Muitos recrutadores, só para evitar o conflito com um candidato que é dispensado, criam justificativas que não são verdadeiras ou então dizem que o currículo recusado será armazenado em um “banco de talentos” para futuras oportunidades.

Se isso não for realmente acontecer, evite esse tipo de mentira. Por mais que muitos candidatos saiba que isso é usado como desculpa, ainda há profissionais jovens ou inexperientes no mercado, que vão acreditar no que você dirá e poderão se iludir. Caso um candidato descubra que aquilo que você falou era mentira, dificilmente ele retornará para algum processo futuro e tem grandes chances de se tornar um detrator da sua marca.

O que fazer caso o candidato questione o feedback recebido?

Como já ressaltamos, do outro lado do telefone, da tela do computador ou da sua mesa há um ser humano. E pode ser que ele não se dê por satisfeito com o feedback que você deu, questionando o resultado. Nesses casos, procure manter a calma e trave um diálogo objetivo e, acima de tudo, respeitoso.

Ouça com atenção as colocações do candidato e, quando ele finalizar, retome as razões que levaram a companhia a não contratá-lo. Lembre sempre de apontar que aquele processo seletivo é pontual, vocês avaliaram o que o candidato apresentou durantes as etapas.

Com também já vimos, não há a necessidade de expor todos os motivos por trás do feedback negativo. Apenas liste os pontos necessários, explique que essa é uma decisão da companhia e agradeça o esforço que ele fez para participar do processo em questão.

Como avaliar se esse candidato está apto para participar de um próximo processo seletivo?

Por mais que um candidato não tenha sido aprovado para uma determinada vaga, ele ainda pode estar apto para participar de um próximo processo seletivo — seja para outra oportunidade ou para a mesma a que ele se candidatou.

Em alguns casos, inclusive, a conclusão de um curso de capacitação, especialização ou de idiomas já o tornará preparado para assumir a vaga e cumprir com os requisitos solicitados pela empresa.

Então, quando identificar um candidato que esteja com quase todos os pré-requisitos preenchidos, oriente-o para que ele participe de novos processos seletivos na sua companhia. Se houver um interesse genuíno nele em trabalhar com você, não dispense essa oportunidade e dê as orientações necessárias para que ele possa voltar em um futuro próximo!

 

Assim como as organizações já possuem o mindset de superar as expectativas dos clientes, é importante que isso também seja feito com seus candidatos As empresas que conseguem contratar os melhores talentos do mercado sabem como é fundamental prezar pela imagem que é construída a cada ponto de interação com os candidatos para surpreendê-los e encantá-los desde sempre. Um feedback bem estruturado de uma entrevista é uma maneira que na prática não consume muito tempo da empresa, mas mostra como sua marca se importa com aqueles que se interessam por ela, independente de serem ou não colaboradores.

Nessa época do ano os processos de seleção estão com sua força máxima nas empresas, então não deixe de seguir nossas outras dicas e materiais nas nossas redes sociais – Facebook e LinkedIn – além de se inscrever na nossa newsletter aqui ao lado!

 

testes online em candidatos

Bruna Guimarães | GUPY

Formada em Administração de Empresas pela UFRRJ e com MBA executivo pela Coppead UFRJ, é COO & Co-founder da GUPY. Bruna é especialista em recrutamento e seleção e entende com profundidade as dores dessa área. Construiu sua carreira em uma grande multinacional onde era responsável pelo recrutamento de toda a organização através da sua paixão por RH, pessoas e foco em resultado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter your keyword

/** * Linkedin Insight Tag **/ /** * END OF Linkedin Insight Tag **/